Concerto com Diatribes

No dia 30 de Janeiro de 2018, o duo Diatribes [percussão e electrónica] apresentou o seu mais recente trabalho, "Sistere", no espaço Lisboa Incomum (Rua General Leman, 20, Lisboa), pelas 19h.



Cyril Bondi, percussão e objectos
D’incise, computador e objectos

Diatribes, dupla baseada em Genebra, continua a explorar a simplificação e a ritualização racional, e apresenta uma dupla cujo trabalho é agregado por sólidos princípios sonoros ou estruturais. Texturas altamente detalhadas, gestos repetidos, tons suaves, pulsos febris e íper-sensibilidade acústica.

RESUMO

“As duas peças são tocadas ao vivo, numa gravação de fundo, que é uma técnica que usamos também nas peças anteriores, criando dúvida na percepção. Queríamos voltar aos instrumentos “reais” e trabalhar com o seu som natural, mas mantendo-os num campo eletroacústico de ‘ouvir’ e fazendo pequenas mudanças audíveis nos sons “.

Dois anos após a desconstrução electroacústica do dub jamaicano dos anos 70, a dupla suíça formada por D'incise e Cyril Bondi, ampliou novamente a compreensão do seu conceito-chave de ritualidade racional. No entanto, a sua intensa cooperação divergiu em 2014 em projectos individuais e colaborativos (ultimamente com Stefan Thut ou Cristian Alvear). Colaboram com a sua própria editora INSUB, onde dirigem a Insub Meta Orchestra através da qual trazem música experimental para Genebra.

A partir da sua formação, Diatribes viajou por toda a cena da improvisação europeia e, em 2013, mergulharam na exploração do conceito de repetição estéril e ritmo constante, que moldaram através de várias abordagens criativas e experimentais (gravações de campo, composição eletroacústica, texturas detalhadas, pulsos febris, acústica, hiper-sensibilidade). Augustus (2013, INSUB) representou um progresso radical na improvisação livre para aspectos sónicos reconhecíveis, composições com lógica característica, energia visada com precisão e descoberta subtil de detalhes sonoros. Foi seguida por A New Castle (2014, caduc.), com instruções para interpretação tais como: "A peça consiste em segmentos de pulso regular em 2/1 em cerca de 144BPM, tocados com um malho macio num prato. Cada intérprete escolhe 7 sons. Os sons escolhidos devem corresponder a texturas dinâmicas constantes ou arremessos ".

Todos estes sinais e técnicas de composição resultaram no último álbum Sistere, que contém duas faixas, nomeadamente Tabi-tabi (lado A) e Utsara-utsara (lado B). Com Sistere, Diatribes retorna à sonoridade natural e à ressonância de instrumentos reais como címbalos, chocalhos, sinos, bombos e tambores. Tabi-tabi é uma faixa de inúmeras combinações, camadas lineares de relações rítmicas entre chocalhos e sinos, que são infinitamente descobertas, reinventadas ou que  desaparecem. O campo de vibração de Utsara-utsara tem o potencial de dissolver as expectativas do ouvinte em texturas numéricas simples, sons de graves profundos, pulsos orgânicos e reverberações de gravação de fundo.

Ambas as gravações são o resultado de ensaios em casa, e exploram as possibilidades de repetição matemática geometricamente precisa dos tapetes Persas feitos à mão. O trabalho da dupla Diatribes reflectiu o som tribal e irracional através da lógica de formulações, padrões e variações claramente escolhidos. Foram passos escolhidos, logicamente e idealmente, no caminho para o universo de som único.

"É sobre o facto de que a música de digressão é muito repetitiva, como uma música ritual, criando a sensação de perda de tempo, por exemplo, mas, por outro lado, é muito racional e conceptual, e o aspecto formal é apenas uma técnica para fazer mais coisas, mais pequenos detalhes, audíveis. "

Diatribes colaborou com Magda Mayas, Dominic Lash, Patrick Farmer, Derek Shirley, Hannah Marshall, Barry Guy, Keith Rowe, entre outros.

D'incise - chocalhos e sinos (A), pratos (B), fundo (A & B)
Cyril Bondi – chocalhos e sinos (A), floortom, tambor e tarolas (B)

gravado, misturado e produzido por d'incise
obra de arte, design e trabalho manual de Katarína Škamlová, Jakub Juhás e Zoltán Czakó

lançado pelo mappa como MAP06









Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Spatial Interpretation of Acousmatic Music • International Masterclass

Culture and Sustainable Cities - International Symposium