partituras verbais: workshop com Sérgio Abdalla


Sérgio Abdalla

17-19 Julho 2018 | 18h-21h | Workshop
20 Julho 2018 | 19h30 | Música de Sérgio Abdalla

Lisboa Incomum

WORKSHOP

partituras verbais
(VER e FAZER)

história.
contexto.
exemplos.
produção em classe.


DIA 1, TERÇA 17/07 (18-21HS)
contexto histórico
• alargamento do conceito de música e problematização dos quadros conceituais de referência (KAPROW, BRECHT, ONO) 
• isolamento de certos aspectos, outro olhar sobre as mesmas ações
• distanciamento do campo musical a partir do átomo básico da partitura (BRECHT)
• retorno a assuntos musicais com outro olhar para os processos envolvidos (CARDEW)


DIA 2, QUARTA 18/07 (18-21HS)
proposição de abordagens e produção
• escuta de execuções
• produção e exposição para a classe

PEDIDO PARA CADA UM PENSAR QUE INSTRUMENTO TRAZER NO DIA SEGUINTE


DIA 3, QUINTA 19/07 (18-21HS)
execução e discussão
• visualização das partituras trazidas.
• execução
• leitura lógica e figuração de possibilidades


Material a trazer: canetas, algum instrumento (de qualquer tipo, acústico, eléctrico ou electrónico) para o último dia.
Destinatários: Músicos [amadores, estudantes ou profissionais].
Local: Lisboa Incomum (Rua General Leman, 20, Lisboa)
Horário: dias 17 a 19 de Julho, entre as 18h-21h
Custo: 10€
Como me posso inscrever? A inscrição realiza-se através do e-mail diasdemusicaelectroacustica@gmail.com .











19 Julho 2018 | 21h
Música Acusmática de Sérgio Abdalla

1. na cena do trem, (2014, quadrifónica, 09'31'')
2. Redução de ruído é o processo de remover o ruído de um sinal (2017, stereo, 10'40")
3. Descuido Inaceitável (2015, stereo, 10'01")
4. audioguias (2018, stereo, 12')
5. sem fundo (2013, octofónica, 15'12'')




Biografia
Sérgio Abdalla (São Paulo, 1989) faz som, música e outros. Artista e músico experimental, lida com papel [partituras], suporte electrónico [gravação; arquivos] e suporte puramente acústico [performance; improvisação]. Integra o duo naøs de música experimental. Gravou e mixou discos da banda Dito Efeito, do duo mal, do grupo Basavizi – de todos membro fundador. Como editor de som e masterizador para cinema e TV na Confraria de Sons & Charutos, fez filmes premiados como Estás vendo coisas, Precisamos Falar do Assédio, Way of Giants, Don't Swallow my Heart e Hoje eu quero Voltar Sozinho, masterizou a série 3%, produzida pelo Netflix, e também sonorizou os Jogos Olímpicos Rio 2016. Co-fundador do NME e da revista linda, da qual foi editor em 2015. Foi membro da banda Filarmónica de Pasárgada e com ela lançou Rádio Lixão (2014). Recentemente, realizou a peça audiovisual LIGIA (2017), do artista Nuno Ramos. Circulou suas peças e performances por Brasil, Portugal, Noruega, Grécia, Polónia. Formou-se em composição eletroacústica pelo Studio PANaroma na Unesp e mestre em Sonologia pelo Núcleo de Sonologia da USP [NuSom]. O seu trabalho solo pode ser escutado em soundcloud.com/sergio-abdalla.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Culture and Sustainability Symposium • 2019 • Lisboa Incomum

Residência Artística • Igor C. Silva & Maija Anttila

Digressão Aleph Guitar Quartet