Residência Artística | ROOM #315 - Ana Albino e Phillipe Trovão | 12-18 Maio 2019



Os músicos Ana Albino (Guitarra) e Phillipe Trovão (Saxofone) visitam Seia entre os dias 12 e 18 de Maio, onde ficarão em residência artística. Com eles trazem o Projecto ROOM #315.

ROOM #315 é um espaço musical de comunicação num tempo vago que se inspira no universo cinematográfico “Lynchiano”. Neste espaço coabitam vários mundos sonoros que, ao fundir-se, encontram no som e no silêncio novos significados a cada momento. Os conceitos de caos e ordem, realidade e imaginação, absurdo e coerente, lucidez e demência são constantemente colocados em confronto num diálogo musical que pretende procurar uma verdade que se renova a cada momento e que tem como fonte de inspiração a própria ausência de sentido que atribuímos à realidade. Uma guitarra eléctrica com efeitos e um saxofone têm diálogos e monólogos a partir de ambiências ora retiradas do mundo real [soundscaping] ora de um mundo imaginado [electrónica], orientados por imagens surrealistas previamente definidas e exploradas musicalmente. Todo o cenário confere um ambiente obscuro e enigmático, sendo apoiado por trechos de vídeo e imagens. Composição, improvisação e controlo de electrónica são os meios através dos quais se abre a porta do ROOM #315.






Ana Albino
Nascida no Algarve, iniciou os seus estudos musicais aos 15 anos de idade. Ao longo da sua
formação teve contacto com diversos estilos musicais como o jazz, música erudita, bossa nova e
world music. Licenciou-se em guitarra clássica pela Escola Superior de Música de Lisboa na
classe do professor António Gonçalves e fez um ano de Erasmus em Espanha na classe da
professora Margarita Escarpa. Foi premiada no concurso Internacional de guitarra da Golegã e
apresentou-se como solista em vários recitais bem como no Festival Internacional de guitarra de
Lagoa. Actualmente complementa a sua formação com o estudo de jazz na Escola do Hot Club
de Portugal, onde desenvolve ferramentas para a improvisação e composição. É fundadora do
duo Forma Perdida e do projecto ROOM#315, lecciona na Academia de Música de Telheiras,
colabora com projectos de teatro e mantém a sua vida musical muito activa através dos seus
projectos e de colaborações temporárias com diversos músicos.
Philippe Trovão
Nascido em Saint-Tropez, França, iniciou os seus estudos musicais aos 9 anos de idade. Ao
longo do seu percurso musical teve oportunidade de trabalhar e explorar vários estilos musicais.
Licenciado em saxofone pela Escola Superior de Música de Lisboa na classe do Professor José
Massarrão, conta com vários prémios ganhos em concursos de saxofone nacionais e
internacionais, colaborações com diversos projectos de vários estilos musicais e apresentações
como solista em Portugal, Espanha e Itália. É fundador do duo Forma Perdida e do projecto
ROOM#315. Actualmente desenvolve, também, uma investigação sobre preservação do
repertório para saxofone e dispositivo electroacústico e mantém a sua actividade pedagógica em
Lisboa, Santarém e Fátima.


Lisboa | Lisboa Incomum
1 de Junho | 17h00


Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

CALL FOR PIECES • Culture and Sustainability Symposium

Culture and Sustainable Cities - International Symposium

Concertos • Spatial Interpretation of Acousmatic Music • International Masterclass