Festival DME - Seia




18 de Dezembro - 16h

Casa Municipal da Cultura de Seia


O anual Festival DME de Dezembro em Seia volta este ano, apesar de todas as adversidades.

Levamos o Ensemble DME à Casa Municipal da Cultura de Seia com a digressão Vortex Temporum - Geometrias do Inelidível.

O Ensemble DME convida o seu público a um desafio inédito num concerto com concisas explicações sobre as explorações no domínio temporal, com obras dos do século XXI de Daniel Moreira, Paulo Ferreira-Lopes e Jaime Reis, e obras basilares do século XX, dos incontornáveis Brian Ferneyhough e Gérard Grisey.


Os bilhetes devem ser levantados no próprio dia, uma hora antes do início do espetáculo, na bilheteira da Casa Municipal da Cultura de Seia.

É obrigatório o uso de máscara ou viseira para acesso e permanência nos concertos.

 

Programa:


Daniel Moreira (Portugal, 1983) - Noctis Lumina (2007)

Para viola 


Paulo Ferreira Lopes (Portugal, 1964) - Purity I (2014)

Para flauta, clarinete, piano, violino, violoncelo e electrónica


Brian Ferneyhough (Inglaterra, 1943) - Cassandra’s Dream Song (1970)

Para flauta


Jaime Reis (Portugal, 1983) - Inverso Sangue: Cinábrio (2017)

Para violino, viola, e violoncelo


Gérard Grisey (França, 1946-1998) - Vortex Temporum I e II (1994-96)

Para flauta, clarinete, piano, violino, viola e violoncelo



Ficha Artística:

Pedro Pinto Figueiredo, direção musical

Mafalda Carvalho, flauta

Carlos Silva, clarinete

Ana Telles, piano

Ludovic Afonso, violino

Ana Monteverde, violeta

Ângela Carneiro, violoncelo

Mariana Vieira, informática musical

 











Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Simpósio Cultura & Sustentabilidade - quarta edição

Culture and Sustainable Cities - International Symposium

Newsletter