Continuum Duo


Continuum Duo

Lisboa Incomum | 2 de Novembro de 2022 | 19h30


O Continuum Duo estreia-se no Lisboa Incomum no dia 2 de Novembro, com um concerto recheado de novas obras de compositores portugueses para o duo compostas, nomeadamente de Carlos Marecos, Marta Domingues e Diogo Batista.

A entrada é gratuita, reserve mediante para lisboaincomum@gmail.com


Programa

Diogo Batista (1998-): Dornes (2022), para violino e contrabaixo

Marta Domingues (2000-): lá, onde não nos podem ouvir (2022), para violino e contrabaixo

Carlos Marecos (1963-): Contacto (2022), para violino, contrabaixo e electrónica integrado





Notas de Programa:


Marta Domingues (2000-): lá, onde não nos podem ouvir (2022)

lá, onde não nos podem ouvir é uma peça para os sussurros de quem os faz no meio dos gritos.


Carlos Marecos (1963-): Contacto (2022)

Esta peça inspira-se nas ligações entre as pessoas, não nos contactos virtuais, mas nos contactos físicos e visuais e na sua importância para o modo como cada um de nós se relaciona com os outros. Apesar de podermos ser vistos como seres muitos individuais, dependemos, para os mais diversos fins, de estar permanentemente em contacto com outros, sendo que na concretização de qualquer objeto artístico a sua fruição só é plena se esta for vivida em simultâneo, tanto entre intérpretes como entre intérpretes
e o público. 
Neste caso, a conexão entre as intérpretes pretende despoletar a imagem sonora e visual de diferentes ligações, diferentes contactos, alguns mais harmónicos, outros mais tóxicos, procurando deixar sempre uma margem à imaginação do espectador, para que seja ele, a partir da reação emocional ao que escuta e observa, a definir o que sente em cada momento. O som e as imagens saem do escuro pela luz, o escuro e as sombras separam os sonhos, a música é o som e o silêncio. 
Este trabalho procura responder à questão de como colocar em música esta temática. Por outro lado, a maneira de apresentar a música procura redimensionar a maneira de apresentar um recital e, assim, alguns meios cénicos ligam o som e a imagem na
criação do objeto artístico, fazendo todos esses elementos também parte da inspiração musical.

Violino,  Beatriz Costa

Contrabaixo,  Mariana Fernandes

Electrónica,  Carlos Marecos

Criação e execução de figurinhas, Carlos Marecos e Irene Teixeira

Concepção cénica e desenho de luz, Carlos Marecos


Apoio institucional: República Portuguesa - Ministério da Cultura


Sobre:

CONTINUUM  DUO, fundado em 2020, reúne duas jovens artistas portuguesas, estudantes no Conservatório Real de Bruxelas dedicadas à interpretação de repertório clássico contemporâneo para violino e contrabaixo que, devido aos seus registos à primeira vista quase opostos e tão distantes, são de facto tão próximos e semelhantes.

Com avidez pelo conhecimento do caminho aventureiro e desafiador do esteticamente não experimentado e desconhecido, Beatriz Costa (violinista) e Mariana Fernandes (contrabaixista) fundaram o CONTINUUM DUO acreditando que a verdadeira continuidade não é a repetição, mas o progresso, não é estabilidade mas sim o crescimento. 

Recentemente, o duo foi selecionado para integrar a série de concertos Young Performers on Digital Stage, organizado pelo Divertimento Ensemble.















Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Culture and Sustainability Symposium 2022

Newsletter

Festival DME em Seia | Dez 2022